Dia Nacional do Livro Infantil | Minha paixão pelos livros

DIA NACIONAL DO LIVRO INFANTIL


Hoje, dia 18 de abril, comemora-se no Brasil o dia Nacional do Livro Infantil. Tal data foi escolhida por ser o dia que data o nascimento de Monteiro Lobato, um grande escritor da literatura infantil brasileira. Ele criou o famoso seriado Sítio do PicaPau Amarelo, que ainda hoje faz sucesso.
Nos dias de hoje, onde o incentivo à literatura infantil anda cada vez mais esquecido, é de suma importância a introdução de livros infantil na primeira infância. Mesmo quando as crianças não dominam a arte da leitura, mesmo quando o mundo da imaginação sobrepõe o mundo das palavras.
Minha experiência com os livros iniciou-se na terceira série (4°ano atualmente), quando me foi oferecido alguns livros bem clássicos, tais como:
Vitória Régia - A lenda da vitória-régia é uma lenda brasileira de origem indígena tupi-guarani. Leia Mais Aqui.
O Soldadinho de Chumbo - É um conto de fadas escrito por Hans Christian Andersen e publicado pela primeira vez em 1838. Conta a história de um boneco que tem apenas uma perna e que se apaixona por uma bailarina que também é uma boneca.
Li muitos contos folclóricos que estão enraizados na nossa cultura popular brasileira até hoje. Depois passei para Aluísio de Azevedo, João Mohana, Paulo Coelho, até me deparar com a Literatura Americana. Só não posso dizer com totalidade que pulei a literatura infanto juvenil (realmente não gostava de histórias de amores adolescentes), pois li Pollyanna, que é uma comédia de Eleanor H. Porter, publicada em 1913 e considerado um clássico da literatura infanto juvenil, sem dúvidas é um livro que toda garota deveria ler.
De lá pra cá meu gosto literário abrangeu-se, ficou eclético, um pouco menos rebuscado, confesso. Consigo dizer que já li de tudo um pouco, já li sagas vampirescas, já li grandes clássicos, já deixei leituras pela metade, já chorei em cima de livros, já tive raiva de autores, já me apaixonei por lugares e personagens. Os livros levam-me para um mundo paralelo, levam-me a lugares que nunca fui, me trazem sensações que nunca senti e isso é bom, é válido, é grandioso.
É essa sensação que quero que meus filhos experimentem. Acredito que a responsabilidade da leitura não é somente da escola, é obrigação da família, é direito da criança. Os livros infantis dão às crianças oportunidade de verem suas vidas dentro da história, levando-as à comparação e reflexão. Acho de suma importância esse mundo paralelo que elas constroem, pois aguçam a imaginação, desenvolvem o intelecto e aceleram a linguagem.
Os livros infantis são realmente importantes no desenvolvimento da criança em sua totalidade, mas a razão do sucesso das histórias infantis, dos contos de fadas, é que no final tudo se resolve. Pelo menos lá o "felizes para sempre", sempre existira, e essa esperança, esse vislumbre de uma vida feliz, mexer até mesmo com a imaginação de nós, adultos meramente ponderados.

Por mais livros e leitores pelo mundo.

Beijinhos!!!


Lanne Machado

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pela sua visita!
A sua interação é fundamental para o progresso do Life Enthusiast.
Deixe seu comentário, responderei assim que possível :)
♡ Blog Life Enthusiast ♡ Instagram ♡ Facebook<a